Especial - Jurumirim 50 anos

A usina Jurumirim está completando 50 anos. Os mais idosos, que vivem em cidades da região do médio Paranapanema, devem lembrar-se da construção da usina hidrelétrica Jurumirim – uma obra grandiosa que atraiu milhares de trabalhadores de diversas partes do país e movimentou a economia da região. O intenso vaivém de veículos e operários e o som das explosões anunciavam que o progresso chegava por meio da usina, o segundo grande aproveitamento hidrelétrico do Paranapanema, depois de Salto Grande.
Iniciada em 1956, a obra foi inaugurada em setembro de 1962 – ano em que João Goulart governava o país e Adhemar de Barros era eleito governador de São Paulo. Desde seu primórdios, a usina Jurumirim representou um importante passo para o desenvolvimento do Médio Paranapanema. Antes abastecidas por pequenas hidrelétricas, como a Usina de Piraju, ou por geradores das próprias prefeituras que funcionavam algumas horas do dia, cidades como Piraju, Avaré, Cerqueira Cesar, Itaí e Tejupá puderam regularizar o fornecimento de energia com o início da operação de Jurumirim.
Agora, quem não vivenciou o nascimento da usina, pode conhecer um pouco sobre sua história. O projeto Memória Duke Energy lança uma página especial contando mais sobre a história da usina e da represa de Jurumirim.
Ao mesmo tempo, os habitantes das cidades localizadas no entorno da usina receberão a exposição “Jurumirim 50 anos” – uma realização da Duke Energy em parceria com a Fundação Energia e Saneamento, em comemoração ao meio século de operação de Jurumirim. A mostra itinerante será inaugurada no dia 3 de outubro, em Piraju, na Pousada Jurumirim, e do dia 4 ao dia 14, estará aberta ao público na biblioteca municipal. Depois, irá visitar Cerqueira Cesar, Arandu e Avaré ainda neste e outras cidades do Médio Paranapanema no início de 2013, e retornará definitivamente a Piraju.

  Nome (obrigatório)  
  Email (não será publicado) (obrigatório)    
 

Comentários
  1. Edson Albanesi diz:
    Como saudosista que sou, fiquei bem emocionado, quando soube desse "site" sobre o Projeto Memória Duke Energy. O motivo é simples: Como Pirajuense, nascido e criado às margens do Rio Paranapanema, fui funcionário da USELPA, na década de 60, na Usina Jurumirim até a sua inauguração (trabalhava no escritório do almoxarifado) depoimento que dou com muito orgulho. Em dezembro de 1963 fui transferido para o Escritório de São Paulo. Em 1965 ingressei na Eletrobrás, onde me aposentei em 1995; trabalhando em S.Paulo/Rio/São paulo e também cedido temporáriamente a Eletropaulo, o que me faz sentir um pouco feliz em relatar... Obrigado pela oportunidade.